Pâmela Amaro lança álbum em que põe 'Samba às avessas' na roda

    Foto: Luís Ferreirah / Divulgação

    ♪ Na quarta-feira, 13 de abril, dia do centenário de nascimento de Ivone Lara (1922 – 2018), sambista que abriu alas para as mulheres a partir dos anos 1940, Pâmela Amaro dá continuidade à dinastia feminina e entra na roda fonográfica com Samba às avessas, álbum autoral de edição viabilizada através de parceria entre os selos Mundaréu e YB Music.

    Primeiro álbum dessa cantora, compositora e instrumentista gaúcha nascida em Porto Alegre (RS), Sambas às avessas pede passagem para o gênero produzido e cantado no sul do Brasil.

    Pâmela Amaro assina a produção musical do disco com Tuti Rodrigues, com quem criou os arranjos de sambas como Colo de mãe, Ganhou meu coração e Não posso chamar de meu rei, em função também dividida com Max Garcia.

    Consultora artística de Pâmela Amaro durante o processo de gravação do álbum, Nilze Carvalho também figura na ficha técnica como convidada da gravação da música-título Samba às avessas.

    Já Maíra Freitas participa de Deixa que eu vou te contar enquanto Saudação a Tupan é encorpada com as vozes do coral indígena Coral Tekoa Yvy Poty em tema que celebra o povo guarani que habita as terras do Rio Grande do Sul ao mesmo tempo em que reverencia a força ancestral do pai de Pâmela Amaro, falecido em 2020, vítima de covid-19.

    Capa do álbum 'Samba às avessas', de Pâmela Amaro — Foto: Luís Ferreirah

    Capa do álbum ‘Samba às avessas’, de Pâmela Amaro — Foto: Luís Ferreirah

    Fonte – g1

    No Comment

    You can post first response comment.