Spike Lee na cerimônia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes em 2021 — Foto: Johanna Geron

    Spike Lee na cerimônia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes em 2021 — Foto: Johanna Geron

    O Festival de Cannes planeja rejeitar delegações oficiais russas e também “não aceitará a presença de qualquer órgão relacionado ao governo russo”, enquanto durar a invasão da Ucrânia por parte de Moscou – anunciaram seus organizadores, em um comunicado divulgado nesta terça-feira (1º).

    “Decidimos, a menos que a guerra de agressão seja interrompida com condições satisfatórias para o povo ucraniano, não receber delegações oficiais procedentes da Rússia, nem aceitar a presença de qualquer órgão relacionado ao governo russo”, informou o Festival de Cinema mais importante do mundo, que acontece entre 17 e 28 de maio.

    Na segunda-feira (28), festivais de cinema na Europa também anunciaram a retirada de produções russas ou que tiveram financiamento do governo de Putin de suas programações.

    O Festival de Cinema de Glasgow, na Escócia, que acontece entre os dias 2 e 13 de março, informou a remoção de dois filmes. “No looking back”, de Kirill Sokolov, e “The execution”, de Lado Kvataniya, serão substituídos no evento.

    Já o Festival Internacional de Cinema de Estocolmo, na Suécia, afirmou que não deve incluir na programação filmes que receberam financiamento do governo russo, enquanto a guerra continuar.

    Fonte – g1

    No Comment

    You can post first response comment.